Alcon Pet Pets aves agapornis

agapornis

Nome Científico
Agapornis pullarius, Agapornis lilianae, Agapornis roseicolis

Os Agapornis são simpáticos e multicoloridos, de fácil manutenção e procriam com relativa facilidade em cativeiro. São também conhecidos por lovebirds, termo em inglês originado do grego Agapornis: (agape = amor; ornis = ave ou pássaro), devido ao fato de formarem um casal para a vida toda.

Os Agapornis são originários de diversas regiões do continente africano, incluindo Madagascar, Naníbia e Zimbabue. Pertencem a família dos Psitacídeos, onde estão incluídos também os Periquitos Australianos, Roselas, Maritacas, Calopsitas, Papagaios e Araras, entre outros.

O gênero Agapornis divide-se em 9 espécies: A. cana, A. fisher, A. liliane, A. nigrigenis, A. personata, A. pullaria, A. roseicollis, A. swinderniana e A. taranta. O menor é o Agapornis cana com cerca de 13 cm e o maior é o A. taranta com cerca de 18 cm e 60 gramas de peso. De maneira geral, os Agapornis mede cerca de 16 cm de comprimento e seu peso varia em torno de 35 a 55 g.

Alimentação

As rações de manutenção, Alcon Eco Club Periquito e Agapornis e Alcon Club Periquito, Agapornis e Calopsita, foram desenvolvidas para atender completamente as exigências nutricionais das espécies as quais se propõem, devendo ser oferecida como base da dieta. Outros alimentos devem ser utilizados exclusivamente com caráter de enriquecimento ambiental (distração), 2 vezes por semana em pequenas porções, ou seja, perfazendo no máximo ¼ da alimentação diária.

O requerimento nutricional das aves se modifica durante o ano. Em períodos como: muda de penas, estresse, convalescença e reprodução, as exigências protéicas e lipídicas tendem a aumentar, desta forma, torna-se essencial à complementação da dieta de manutenção, linha Alcon ECO Club e Alcon Club. Nestes períodos sugerimos o uso diário das Farinhadas, Alcon Club Top Life, associado à dieta de manutenção, perfazendo ¼ da alimentação. Estas mesmas associações podem ainda, ser usadas no período de manutenção de 2 vezes por semana, como distração.

Período de Manutenção ou Descanso:

100% da dieta Alcon Eco Club Periquito e Agapornis | Alcon Club Periquito, Agapornis e Calopsita

Período de Muda de Penas:

75% da dieta Alcon Eco Club Periquito e Agapornis | Alcon Club Periquito, Agapornis e Calopsita
25% da dieta Alcon Club Farinhada Psitacídeos | Alcon Club Top Life

Período de Acasalamento:

75% da dieta Alcon Eco Club Periquito e Agapornis | Alcon Club Periquito, Agapornis e Calopsita
25% da dieta Alcon Club Farinhada Psitacídeos | Alcon Club Top Life

Período de Reprodução:

75% da dieta Alcon Eco Club Periquito e Agapornis | Alcon Club Periquito, Agapornis e Calopsita
25% da dieta Alcon Club Farinhada Psitacídeos | Alcon Club Top Life

Reprodução

As únicas espécies que apresentam dimorfismo sexual, isto é, permitem identificação de machos e fêmeas através de características externas, como a coloração das penas, são a A. cana, A. taranta e a A. pullaria. Normalmente o macho é menor e mais calmo, enquanto a fêmea costuma ser mais faladora e agitada, porém sempre existem exceções. Para se ter certeza do sexo de cada indivíduo deve-se fazer o exame de DNA.

O Agapornis pode realizar três posturas por ano. A média de ovos varia entre 2 a 6, sendo que a eclosão ocorre cerca de 23 dias após a postura do primeiro ovo. Quem constrói o ninho é a fêmea. O macho pode brincar com os materiais para a construção do ninho, como palha de milho, capim, folhas secas de coqueiros e gravetos, mas não os leva para o ninho.

Manutenção

Podem ser criados em gaiolas com no mínimo 60 cm de comprimento, 40 cm de largura e 30 cm de altura. A gaiola deve conter um ninho horizontal tipo caixa, com 30 cm de altura, 15 cm de largura e 15 cm de comprimento aproximadamente, com sala e quarto, sendo que no quarto o fundo deve ser côncavo. O ninho para a espécie A. fisher pode ser vertical, com as seguintes medidas 20 cm x 15 cm x 15 cm aproximadamente.

Ambos devem ter cerca de 5 cm de entrada, com um poleiro. A água deve ser de preferência filtrada e trocada todos os dias. Limpeza é fundamental para a prevenção de doenças. Para isso, é interessante que a gaiola tenha uma bandeja removível para facilitar a limpeza. Você pode optar por forrá-la com algum papel absorvente que deve ser trocado diariamente. Faça a desinfecção do bebedouro, comedouro, banheira e fundo da gaiola, no mínimo duas vezes por semana.

Os Agapornis são alegres e expertos. Coloque alguns brinquedinhos na gaiola para que façam exercícios e se distraiam. Alguns poleiros espaçados também são úteis e possibilitarão muitas vezes observar o namorico destes belos pássaros.

Dr. Fala responde

perguntas dr. fala

A importância da alimentação balanceada Saiba mais...

Água para filhotes? Saiba mais...

Alimentação dos pais no período de reprodução Saiba mais...

Aqueça os filhotes de aves Saiba mais...

Ave rouca? Saiba mais...

Como estimular a reprodução em aves? Saiba mais...

Como preparar a Papa para Filhotes Alcon Saiba mais...

Devemos oferecer suplemento vitamínico para filhotes? Saiba mais...

Diferença entre as rações Eco Club e Club Saiba mais...

Doenças em filhotes Saiba mais...

Eco Club: alimentos funcionais Saiba mais...

Ensine sua ave a comer ração Saiba mais...

Farinhadas: como utilizar? Saiba mais...

Fornecimento de Papa na presença dos pais Saiba mais...

Função da Moela e Digestão nas aves Saiba mais...

Grit Mineral, areia e osso de siba Saiba mais...

O que fazer quando a ave arranca suas penas? Saiba mais...

Papa caseira Saiba mais...

Peito seco em aves Saiba mais...

Por que as aves preferem as sementes? Saiba mais...

Qual a quantidade e a frequência de Papa que deve ser oferecida aos filhotes? Saiba mais...

Qual vitamina oferecer para as aves? Saiba mais...

Ração é vitamina? Saiba mais...

Ração engorda as aves? Saiba mais...

Ração X Semente Saiba mais...

Ração: 100 % da dieta Saiba mais...

Suplemento vitamínico para filhotes? Saiba mais...

Vitamina para aves, é necessário? Saiba mais...



Produtos Relacionados

Pet

agapornis

agapornis

Nome Científico
Agapornis pullarius, Agapornis lilianae, Agapornis roseicolis

Os Agapornis são simpáticos e multicoloridos, de fácil manutenção e procriam com relativa facilidade em cativeiro. São também conhecidos por lovebirds, termo em inglês originado do grego Agapornis: (agape = amor; ornis = ave ou pássaro), devido ao fato de formarem um casal para a vida toda.

Os Agapornis são originários de diversas regiões do continente africano, incluindo Madagascar, Naníbia e Zimbabue. Pertencem a família dos Psitacídeos, onde estão incluídos também os Periquitos Australianos, Roselas, Maritacas, Calopsitas, Papagaios e Araras, entre outros.

O gênero Agapornis divide-se em 9 espécies: A. cana, A. fisher, A. liliane, A. nigrigenis, A. personata, A. pullaria, A. roseicollis, A. swinderniana e A. taranta. O menor é o Agapornis cana com cerca de 13 cm e o maior é o A. taranta com cerca de 18 cm e 60 gramas de peso. De maneira geral, os Agapornis mede cerca de 16 cm de comprimento e seu peso varia em torno de 35 a 55 g.

Alimentação

As rações de manutenção, Alcon Eco Club Periquito e Agapornis e Alcon Club Periquito, Agapornis e Calopsita, foram desenvolvidas para atender completamente as exigências nutricionais das espécies as quais se propõem, devendo ser oferecida como base da dieta. Outros alimentos devem ser utilizados exclusivamente com caráter de enriquecimento ambiental (distração), 2 vezes por semana em pequenas porções, ou seja, perfazendo no máximo ¼ da alimentação diária.

O requerimento nutricional das aves se modifica durante o ano. Em períodos como: muda de penas, estresse, convalescença e reprodução, as exigências protéicas e lipídicas tendem a aumentar, desta forma, torna-se essencial à complementação da dieta de manutenção, linha Alcon ECO Club e Alcon Club. Nestes períodos sugerimos o uso diário das Farinhadas, Alcon Club Top Life, associado à dieta de manutenção, perfazendo ¼ da alimentação. Estas mesmas associações podem ainda, ser usadas no período de manutenção de 2 vezes por semana, como distração.

Período de Manutenção ou Descanso:

100% da dieta Alcon Eco Club Periquito e Agapornis | Alcon Club Periquito, Agapornis e Calopsita

Período de Muda de Penas:

75% da dieta Alcon Eco Club Periquito e Agapornis | Alcon Club Periquito, Agapornis e Calopsita
25% da dieta Alcon Club Farinhada Psitacídeos | Alcon Club Top Life

Período de Acasalamento:

75% da dieta Alcon Eco Club Periquito e Agapornis | Alcon Club Periquito, Agapornis e Calopsita
25% da dieta Alcon Club Farinhada Psitacídeos | Alcon Club Top Life

Período de Reprodução:

75% da dieta Alcon Eco Club Periquito e Agapornis | Alcon Club Periquito, Agapornis e Calopsita
25% da dieta Alcon Club Farinhada Psitacídeos | Alcon Club Top Life

Reprodução

As únicas espécies que apresentam dimorfismo sexual, isto é, permitem identificação de machos e fêmeas através de características externas, como a coloração das penas, são a A. cana, A. taranta e a A. pullaria. Normalmente o macho é menor e mais calmo, enquanto a fêmea costuma ser mais faladora e agitada, porém sempre existem exceções. Para se ter certeza do sexo de cada indivíduo deve-se fazer o exame de DNA.

O Agapornis pode realizar três posturas por ano. A média de ovos varia entre 2 a 6, sendo que a eclosão ocorre cerca de 23 dias após a postura do primeiro ovo. Quem constrói o ninho é a fêmea. O macho pode brincar com os materiais para a construção do ninho, como palha de milho, capim, folhas secas de coqueiros e gravetos, mas não os leva para o ninho.

Manutenção

Podem ser criados em gaiolas com no mínimo 60 cm de comprimento, 40 cm de largura e 30 cm de altura. A gaiola deve conter um ninho horizontal tipo caixa, com 30 cm de altura, 15 cm de largura e 15 cm de comprimento aproximadamente, com sala e quarto, sendo que no quarto o fundo deve ser côncavo. O ninho para a espécie A. fisher pode ser vertical, com as seguintes medidas 20 cm x 15 cm x 15 cm aproximadamente.

Ambos devem ter cerca de 5 cm de entrada, com um poleiro. A água deve ser de preferência filtrada e trocada todos os dias. Limpeza é fundamental para a prevenção de doenças. Para isso, é interessante que a gaiola tenha uma bandeja removível para facilitar a limpeza. Você pode optar por forrá-la com algum papel absorvente que deve ser trocado diariamente. Faça a desinfecção do bebedouro, comedouro, banheira e fundo da gaiola, no mínimo duas vezes por semana.

Os Agapornis são alegres e expertos. Coloque alguns brinquedinhos na gaiola para que façam exercícios e se distraiam. Alguns poleiros espaçados também são úteis e possibilitarão muitas vezes observar o namorico destes belos pássaros.

Dr. Fala responde

perguntas dr. fala

A importância da alimentação balanceada Saiba mais...

Água para filhotes? Saiba mais...

Alimentação dos pais no período de reprodução Saiba mais...

Aqueça os filhotes de aves Saiba mais...

Ave rouca? Saiba mais...

Como estimular a reprodução em aves? Saiba mais...

Como preparar a Papa para Filhotes Alcon Saiba mais...

Devemos oferecer suplemento vitamínico para filhotes? Saiba mais...

Diferença entre as rações Eco Club e Club Saiba mais...

Doenças em filhotes Saiba mais...

Eco Club: alimentos funcionais Saiba mais...

Ensine sua ave a comer ração Saiba mais...

Farinhadas: como utilizar? Saiba mais...

Fornecimento de Papa na presença dos pais Saiba mais...

Função da Moela e Digestão nas aves Saiba mais...

Grit Mineral, areia e osso de siba Saiba mais...

O que fazer quando a ave arranca suas penas? Saiba mais...

Papa caseira Saiba mais...

Peito seco em aves Saiba mais...

Por que as aves preferem as sementes? Saiba mais...

Qual a quantidade e a frequência de Papa que deve ser oferecida aos filhotes? Saiba mais...

Qual vitamina oferecer para as aves? Saiba mais...

Ração é vitamina? Saiba mais...

Ração engorda as aves? Saiba mais...

Ração X Semente Saiba mais...

Ração: 100 % da dieta Saiba mais...

Suplemento vitamínico para filhotes? Saiba mais...

Vitamina para aves, é necessário? Saiba mais...

Produtos Relacionados

Mais produtos para seu pet