Alcon Pet Pets répteis tartaruga de orelhas vermelhas

tartaruga de orelhas vermelhas

Nome Científico
Trachemys scripta elegans

Origem: Estados Unidos até o norte da América do Sul.
Tamanho: 25 a 30 cm em cativeiro e até 40 cm na natureza
Hábitos: diurnos e aquáticos.
Coloração: as tartarugas mais novos exibem manchas no casco de cores vibrantes. Conforme envelhecem, a cor do casco tende a escurecer e as manchas, inclusive as faixas vermelhas que lhes caracterizam, tendem a ficar opacas.
Manuseio: aceitam bem, mas não manusear excessivamente.

Alimentação

Ofereça uma quantidade que seja completamente consumida em até 10 minutos. Não é possível precisar a quantidade de extrusados.

Alimentação de filhotes: Alcon ReptoLife Baby
Alimentação de adultos: Alcon ReptoLife, Alcon ReptoMix
Petiscos: Alcon Gammarus

Reprodução

As fêmeas atingem a maturidade sexual com cerca de 5 a 6 anos de idade, enquanto os machos já são maduros com 2 ou 3 anos. As fêmeas podem atingir até 30 cm de comprimento enquanto os machos cerca de 25 cm. Além do maior porte das fêmeas, outras características permitem distinguir o sexo dos animais adultos.

Nas fêmeas, o plastrão, que é a parte inferior da carapaça, é ligeiramente convexo, a fim de propiciar maior espaço aos ovos. Já nos machos o plastrão pode ser reto ou mesmo ligeiramente côncavo, para se ajustar melhor sobre a fêmea durante o acasalamento.

Os machos adultos podem também ser facilmente identificados pelo maior tamanho tanto das patas e unhas dianteiras como da cauda. As fêmeas podem realizar várias desovas nas épocas mais quentes do ano. Elas escavam ninhos no chão onde são depositados de 12 a 15 ovos, que podem demorar de 50 a 90 dias para eclodir, dependendo principalmente da temperatura e umidade do ambiente.

Manutenção

Estas graciosas tartaruguinhas podem ser mantidas em aquaterrários ou em lagos de jardim. Em ambos os casos é muito importante dimensionar previamente o local, levando em consideração a quantidade e o tamanho das tartarugas. Deve-se oferecer o máximo de espaço possível e ter como parâmetros de espaço mínimo, por tartaruga, as relações de 5 vezes o comprimento e 3 vezes a largura do casco.

Mesmo com crescimento relativamente lento, é importante considerar o tamanho dos animais adultos ao dimensionar o aquaterrário ou o lago de jardim, para evitar a necessidade de trocas para ambientes maiores.A porção alagada, ou parte dela, deve ter profundidade condizente com o tamanho das tartarugas, ou seja, deve ter a lâmina de água com altura próxima ao comprimento da carapaça para permitir que elas fiquem apoiadas com as patas traseiras no fundo e com a cabeça na superfície.

As tartarugas aquáticas até podem conviver com os peixes ornamentais, mas não é uma prática recomendável, por dois motivos básicos. As tartarugas adoram comer peixes e, se estes forem pequenos, certamente servirão como alimento. O outro motivo é que, devido ao metabolismo elevado das tartarugas e excesso de excrementos, a água do aquaterrário ou lago geralmente se encontra em condições que não são as ideais para os peixes.

As alterações principais referem-se a valores de pH e níveis de amônia e nitrito. Estas alterações podem ocorrer mesmo quando se faz uso de sistemas de filtragem. Podemos ter boas condições de água para as tartarugas, porém insuficientes para os peixes.

Dr. Fala responde

perguntas dr. fala

A importância da alimentação balanceada Saiba mais...

Como adaptar as tartarugas para comer Alcon Club Reptolife? Saiba mais...



Produtos Relacionados

Pet

tartaruga de orelhas vermelhas

tartaruga de orelhas vermelhas

Nome Científico
Trachemys scripta elegans

Origem: Estados Unidos até o norte da América do Sul.
Tamanho: 25 a 30 cm em cativeiro e até 40 cm na natureza
Hábitos: diurnos e aquáticos.
Coloração: as tartarugas mais novos exibem manchas no casco de cores vibrantes. Conforme envelhecem, a cor do casco tende a escurecer e as manchas, inclusive as faixas vermelhas que lhes caracterizam, tendem a ficar opacas.
Manuseio: aceitam bem, mas não manusear excessivamente.

Alimentação

Ofereça uma quantidade que seja completamente consumida em até 10 minutos. Não é possível precisar a quantidade de extrusados.

Alimentação de filhotes: Alcon ReptoLife Baby
Alimentação de adultos: Alcon ReptoLife, Alcon ReptoMix
Petiscos: Alcon Gammarus

Reprodução

As fêmeas atingem a maturidade sexual com cerca de 5 a 6 anos de idade, enquanto os machos já são maduros com 2 ou 3 anos. As fêmeas podem atingir até 30 cm de comprimento enquanto os machos cerca de 25 cm. Além do maior porte das fêmeas, outras características permitem distinguir o sexo dos animais adultos.

Nas fêmeas, o plastrão, que é a parte inferior da carapaça, é ligeiramente convexo, a fim de propiciar maior espaço aos ovos. Já nos machos o plastrão pode ser reto ou mesmo ligeiramente côncavo, para se ajustar melhor sobre a fêmea durante o acasalamento.

Os machos adultos podem também ser facilmente identificados pelo maior tamanho tanto das patas e unhas dianteiras como da cauda. As fêmeas podem realizar várias desovas nas épocas mais quentes do ano. Elas escavam ninhos no chão onde são depositados de 12 a 15 ovos, que podem demorar de 50 a 90 dias para eclodir, dependendo principalmente da temperatura e umidade do ambiente.

Manutenção

Estas graciosas tartaruguinhas podem ser mantidas em aquaterrários ou em lagos de jardim. Em ambos os casos é muito importante dimensionar previamente o local, levando em consideração a quantidade e o tamanho das tartarugas. Deve-se oferecer o máximo de espaço possível e ter como parâmetros de espaço mínimo, por tartaruga, as relações de 5 vezes o comprimento e 3 vezes a largura do casco.

Mesmo com crescimento relativamente lento, é importante considerar o tamanho dos animais adultos ao dimensionar o aquaterrário ou o lago de jardim, para evitar a necessidade de trocas para ambientes maiores.A porção alagada, ou parte dela, deve ter profundidade condizente com o tamanho das tartarugas, ou seja, deve ter a lâmina de água com altura próxima ao comprimento da carapaça para permitir que elas fiquem apoiadas com as patas traseiras no fundo e com a cabeça na superfície.

As tartarugas aquáticas até podem conviver com os peixes ornamentais, mas não é uma prática recomendável, por dois motivos básicos. As tartarugas adoram comer peixes e, se estes forem pequenos, certamente servirão como alimento. O outro motivo é que, devido ao metabolismo elevado das tartarugas e excesso de excrementos, a água do aquaterrário ou lago geralmente se encontra em condições que não são as ideais para os peixes.

As alterações principais referem-se a valores de pH e níveis de amônia e nitrito. Estas alterações podem ocorrer mesmo quando se faz uso de sistemas de filtragem. Podemos ter boas condições de água para as tartarugas, porém insuficientes para os peixes.

Dr. Fala responde

perguntas dr. fala

A importância da alimentação balanceada Saiba mais...

Como adaptar as tartarugas para comer Alcon Club Reptolife? Saiba mais...

Produtos Relacionados

Mais produtos para seu pet